25/07/2014 09:57:47 Produtos ADVFN
Fale Conosco
Cadastro Gratis Login

Eletropaulo Metropolitana - Eletricidade de São Paulo SA

De Wiki Financeiro ADVFN
Ir para: navegação, pesquisa

Intraday
Semanal
Mensal
Anual


A Eletropaulo foi uma empresa estatal de distribuição de energia elétrica localizada em São Paulo, Brasil, cindida em outras empresas de tamanho menor, sendo que algumas delas foram privatizadas na década de 1990, sendo uma delas a AES Eletropaulo.

Conteúdo

Antecedentes

Desde 1901, a Light São Paulo - São Paulo Tramway, Light and Power Company, uma empresa privada de capital canadense, era a responsável pelos serviços de energia elétrica em São Paulo capital e arredores.

Posteriormente, a Light também passou a operar serviços de energia elétrica no Rio de Janeiro.

No final da década de 1970, o contrato de concessão da Light com o governo federal, assinado no início do século e com validade de 70 anos seria encerrado, com a entrega dos ativos investidos tanto no Rio de Janeiro, como em São Paulo ao governo brasileiro. Porém em circunstâncias obscuras, principalmente no momento político vigente (ditadura militar brasileira), o então ministro das minas e energia Shigeaki Ueki, através da Eletrobrás, adquiriu o controle acionário da Light – Serviços de Eletricidade S/A, estatizando-a.

A criação da Eletropaulo

Em 1981 o governo do estado de São Paulo adquiriu a parte paulista da Light e criou a sua própria empresa de energia, com o nome de Eletropaulo.

Durante toda a década de 1980 e início da década de 1990, a Eletropaulo foi uma das maiores empresas estatais do estado de São Paulo, chegando a ter cerca de 27.000 empregados. Era considerada uma das maiores distribuidoras de energia elétrica do mundo.

A cisão da empresa para privatização

A partir de 1995, o então governador Mário Covas criou o PED - Programa Estatual de Desestatização, para iniciar um processo de privatização de inúmeras empresas estatais paulistas, além de trechos de rodovias e ferrovias.

Considerada pelos técnicos do governo estadual como uma empresa grande demais para ser privatizada num único bloco, a Eletropaulo foi dividida em quatro empresas menores.

  • Eletropaulo Metropolitana, a mais rentável de todas, que foi privatizada em 1999 e agora é conhecida como AES Eletropaulo, responsável pela operação de serviços de energia elétrica na capital de São Paulo e parte da região metropolitana.
  • Empresa Metropolitana de Águas e Energia ou EMAE, encarregada de controlar o volume de água do Rio Pinheiros, da Represa de Guarapiranga, da Estação Elevatória da Traição e Usina Henry Borden, mantida sob controle estatal até o momento.
  • Empresa Bandeirante de Energia, privatizada em 1999 e atualmente conhecida como Bandeirante Energia.
  • Empresa Paulista de Transmissão de Energia, conhecida atualmente apenas como Transmissão Paulista, privatizada em 2006.

Extinção da empresa e sobrevivência da marca

Oficialmente, a marca e razão social Eletropaulo não existe mais desde 1999, com a cisão da empresa em empresas menores, mas clientes e usuários em geral ainda não estão habituados as novas denominações das empresas cindidas: o caso da AES Eletropaulo é mais gritante, até pela certa similaridade de nome.

Muitos clientes mais antigos, com mais de 50 anos, ainda chamam a AES Eletropaulo da extinta Light (veja Antecedentes), ao reclamarem das contas altas junto a familiares e amigos.

Muitas instalações e placas das novas empresas sucessoras da Eletropaulo também não foram modificados no decorrer do tempo, contribuindo para a confusão.

A Fundação Energia e Saneamento, criada em 1998 para preservar e divulgar o patrimônio histórico-cultural do setor energético, herdou boa parte de documentos e objetos antigos da Eletropaulo e de outras antigas empresas de energia e saneamento já extintas.

Ligações externas

Fontes


Principais empresas da Bovespa

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
ADVFN
Ferramentas